sábado, 19 de setembro de 2009



"Proibir para Permitir, a lei de todos nós"(Thiago Avelino)

Desde há muito o senhor sapiens sapiens descobriu um modo interessante de tocar seu lado sombrio, e dele desfrutar as mais inconfessáveis vontades que vem acumulando na experiência das eras...
deixe-me explicar,
da lama negra que emana o caos, todos nós nascemos,e de lá trazemos os desejos e as ações, o crime e o vício...
panoramas históricos encontraremos na mais "civilizada" das terras, a gloriosa Europa, palco da contínua e desastrosa tentativa de harmonia de nosso gênero em sociedade, sim, é da branca e lendária Atenas que veio o Direito...

isto não é um compendio, por favor, só quero situá-los.

Pois bem, muitos de nós sabemos que a função da lei é harmonizar o caos, por mais ridículo que possa parecer, mas na verdade é graças a ela que todos nós, no escondido do seu lar, ou na calada da noite, ou por debaixo dos panos podemos cometer aquelas infrações proibidas de que tanto estimamos, pois é a lei que proíbe, que na verdade mascara,que encobre com o véu da hipocrisia, os crimes nossos de cada dia. Pois o que seria de nossa "civilizada" sociedade se todos nós pudéssemos roubar, agredir, humilhar, estuprar, entorpecer,ou até mesmo matar - coisa que queremos todos os dias, ao menos em pensamento, e o que vale é a intenção - , O que seria de nosso lindo mundo sem os nobres magistrados, desembargadores e os advogados (estes últimos seres tão toscos que se diferem até mesmo do banditismo comum,do marginal mesmo). Todos estes desfrutando de regalias incomensuráveis graças a sua "nobre" posição...velhos carcomidos e sem- vergonhas canalhas, gozando em suas orgias romanescas com nossas virgens de lábios de mel...

Mas eu já ia me desviando, com a empolgação de atacar os magistrados, que na verdade, acabo de reconhecer, são os mantenedores da lei sublime, do Divino acto de proibir, pois acabam por preservar o nosso maior direito, que é justamente o de gozar o caos, de cometer infrações, todos os dias, sempre que possível, pois a lei instituída proíbe, na verdade só inibe um pouco,E assim permite que todos, de forma escalada, em revezamento, cometam seus mais saborosos delírios, desvarios e todo tipo de ato "condenável".

Aristóteles já havia alertado a respeito da fabilidade da democracia e do risco da tirania, mas ele não imaginou que a saída genial do senhor sapiens europeu seria a Hipocrisia...
a Anarquia morreu por revelar o malicioso segredo do regime hipocrático que escolhemos...ela acabou por subverter a lógica esperta e "safada" do ser humano, ao propor de forma clara e oficial o confronto com aquela tentativa desastrosa de harmonia de que falei hà pouco...
a Anarquia minguou, secou, ou mesmo definhou...mas a toda poderosa Hipocrisia nos trouxe, diretamente da magnífica Roma, os seus representantes de toga, instruídos e altruístas (ha ha ha ha!!, não pude deixar de rir de verdade ao imaginar isso).

Em suma, "tudo que é proíbido é mais gostoso"- não sei de onde vem essa expressão..de que povo seria??..ha sim...é do inconsciente coletivo.. de todos os povos...é da malvadeza safada e esperta, da malandragem camarada...

Então um viva a tudo que é proibido!!!
um viva também ao Cristianismo!!oh quase me esqueci desta empresa que tanto ajudou a Hipocrisia!!!
e outro viva Às nossas leis, que cumprem as proibições...sempre e infalível!!!!!

pois assim, nós, homo sapiens sapiens poderemos sempre prevaricar, sodomizar, enlouquecer,satirizar, roubar e matar....sem que haja o completo caos e a completa destruição, a implosão do nosso genero...

Proibir, sim.....mas não conte a ninguém!... - é só para permitir....... -

(Thiago Avelino - 19-09-2009, viva o movimento da cultura mal*dita!!!)

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. puxa, que texto! Parabéns!!! E viva o caos da sociedade mórbida, da embriaguez humana diante das correntes que aprisionam o espírito mas não o pensamento!
    obrigada por seguir meu "divã"..rs
    abçs

    ResponderExcluir